21 de novembro de 2016

camisolas de inverno

depois de outubro, o mês das peúgas, estava muito concentrada a tricotar a minha camisolinha April no fio Olívia da Ovelha Negra, num rosa velho muito bonito


tudo corria lindamente, continuava apaixonada pelo modelo e fio... quando vi o último episódio do podcast da Cristina e pensei... hmmm... porque não? vou começar mais uma camisolinha!

entao comecei o modelo ravello, que estava na minha lista há uns anos, com fios holst garn (cá em casa também há muitos anos).


Para as transições de cor usei o método que a Tania me indicou e resultou muito melhor do que qualquer outro que tenha usado até hoje.



Os novelos Holst Garn Supersoft têm muito óleo da fiação e fazem com que o fio fique ainda menos macio do que é, por isso gosto de os lavar antes de tricotar.

Gosto muito deste modelo mas, para mim,  tem um problema que ainda não sei como resolver. O decote não tem qualquer acabamento e eu não sei se vou gostar de o usar assim como está. Posso sempre apanhar malhas e fazer um canelado ou um icord (como o próprio modelo sugere), mas aí vai ficar muito mais justo e não sei se vou gostar de ter este fio tão próximo do meu pescoço.. Tenho de ver como faço.

Assim, este mês tenho duas camisolas nas minhas agulhas, ambas em fios fininhos. vamos ver se as acabo e se não me distraio com mais nada!




11 de novembro de 2016

workshop de fiação na Tricot das Cinco


É já no Sábado, dia 19 que volto à Tricot das Cinco para mais um workshop de fiação

WORKSHOP DE INICIAÇÃO À FIAÇÃO
com fuso de suspensão
breve perspectiva histórica
introdução ao processo de fazer um fio
preparação das fibras: escolher, lavar e cardar
fiar e fazer o acabamento dos fios

Sábado, dia 19 de Novembro
das 14h30  às 18h30

O valor da inscrição inclui 1 fuso de suspensão e lã para fiar
Este workshop destina-se a quem quer começar a fiar com fuso. Não requer conhecimentos prévios

Informações e Inscrições na Tricot das Cinco









Av. do Poeta Mistral, n.° 7
1050-181 Lisboa
Telefone: 21 823 96 39

1 de novembro de 2016

peúgas de Outubro - giveaway

E pronto!

Outubro chegou ao fim. Muitas meias foram feitas e muitas ficaram para projectos futuros.

Para mim foi um mês fraquinho, só consegui terminar 4 pares (que, no entanto, já foram muitos)


E os resultados do sorteio são estes:

3 meadas "peúga" ou "manta" (o sock blank) dona maria, à escolha dos vencedores





(tive de tirar um número extra)

1 saco de projecto, oferta da Manuela Branco


1 esticador para meias, oferta da Manuela Branco


1 meada Pena Branca, oferta da Manuela Branco



5 modelos da designer Clarice Gomes, oferta da designer







(tive de sortear um número extra)

2 sacos de projecto, oferta da RGOriginals




Para quem gosta de números, fizemos um total 89 pares de meias e oferecemos 13 prémios com muito amor, carinho e boa disposição!

Obrigada a todas as que participaram. Quando quiserem, repetimos a dose.

17 de outubro de 2016

fiar na Ovelha Negra

Este Sábado, dia 22 de Outubro, vou estar no Porto, na Ovelha Negra para mais uma oficina de fiação.



WORKSHOP DE INICIAÇÃO À FIAÇÃO
com fuso de suspensão
breve perspectiva histórica
introdução ao processo de fazer um fio
preparação das fibras: escolher, lavar e cardar
fiar e fazer o acabamento dos fios

Sábado, dia 22 de Outubro
das 14h  às 18h

O valor da inscrição inclui 1 fuso de suspensão e lã para fiar
Este workshop destina-se a quem quer começar a fiar com fuso. Não requer conhecimentos prévios.


Informações e Inscrições na Ovelha Negra














Ovelha Negra
Rua da Conceição, 100
4050-214 Porto
Tel.: 220 935 847

14 de outubro de 2016

meias de Outubro

Estamos quase a meio de Outubro, o mês das meias.

Os fios do Clube da Meia já foram enviados e começam a ser recebidos, por isso já posso mostrar o meu primeiro (e único!) par de meias acabado.



Tenho de admitir, Outubro não me está a correr bem para as meias, mas é só porque estou muito ocupada com outras coisas que estão quase a aparecer por aqui.

Estas meias foram feitas a partir de uma manta tricotada (sock blank). Tricotei-as ao mesmo tempo, mas cada uma no seu conjunto de agulhas (tentei faze-las ao mesmo tempo, na mesma agulha, em magic loop mas não lhe tomei o gosto). Já estava com saudades de fazer meias com tantas agulhas!



Em relação ao fio da manta, posso dizer que foi uma agradável surpresa. O modo como o fio tricotado absorve a cor é muito diferente de quando é pintado em meada e todas as malhas são diferentes. O trabalho final não apresenta dúvidas de que é um fio pintado a pincel.

Como já tinha mostrado, estas mantas são feitas por mim numa muito rudimentar máquina de tricotar.


São feitas com dois fios para depois se tricotarem as duas meias ao mesmo tempo e ficarem muito semelhantes.


São muito fáceis de usar, é só seguir as instruções



Boas meias!